Trânsito seguro: qual a sua responsabilidade nessa missão?

por | maio 23, 2018 | Educação para o trânsito | 0 Comentários

Trânsito seguro: qual a sua responsabilidade nessa missão?Respeito às normas e bom senso são importantes aditivos para reduzir o número de acidentes e tornar o trânsito seguro.

Conscientizar condutores sobre a importância da ação de cada um para evitar acidentes é um grande passo, sobretudo para garantir mais segurança no trânsito.

Porém, ela não é uma das tarefas mais fáceis. Isso porque, muitos cidadãos ao assumirem o volante de um carro se transformam, adotando um terrível comportamento. Como consequência, a violência no trânsito tem se tornado uma epidemia.

Mas, se você assim como nós, acredita que medidas simples podem contribuir para mudar essa realidade, continue conosco. Saiba como você pode contribuir para um trânsito mais seguro e incentivar para que essa cultura seja compartilhada.

Um panorama dos acidentes no Brasil

O Brasil ocupa o quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito. E não é para menos. De 2009 a 2016 os acidentes com óbitos saltaram de 19 para 23,4 por 100 mil habitantes.

Segundo dados da OMS, o Brasil registra cerca de 47 mil mortes no trânsito por ano e 400 mil ficam com algum tipo de sequela.

Outro levantamento, agora da Polícia Rodoviária Federal, reforça essa realidade. De acordo com esse estudo, as colisões frontais responderam por 29% das vítimas mortas em 2016, seguidas pelos atropelamentos de pedestres (18,2%). Condutores ou passageiros de motocicletas foram 17,8% dos mortos; ciclistas, 4,1%.

O fator humano é responsável pela maioria dos acidentes

Quando acontece esse tipo de acidente as pessoas tendem a culpar o veículo, as vias e a falta de fiscalização. Porém, o fator humano é um dos grandes responsáveis pela maioria dos acidentes. E as estatísticas são provas disso.

Se analisarmos as principais causas dos acidentes com mortes ocorridos em 2016, veremos que 30,8% dos óbitos registrados ocorreram por falta de atenção. A velocidade incompatível ocupa a segunda posição nessa lista, com 21,9% dos óbitos, seguida pela ingestão de álcool (15,6%). Depois, vem a desobediência à sinalização (10%), as ultrapassagens indevidas (9,3%) e o sono (6,7%).

Como você pode ver, são inúmeras as infrações que têm como causa escolhas erradas, feitas por cidadãos comuns. Embora pudessem ser evitadas se o bom senso e o respeito às normas fossem usados de forma inteligente.

Trânsito seguro: a responsabilidade é de todos

Tornar o trânsito seguro depende de um conjunto de fatores, mas, principalmente da conscientização de todos. Uma vez que a adoção de comportamentos mais responsáveis não deve partir apenas do condutor dos veículos automotores, mas também do pedestre e do ciclista. Afinal, nós somos o trânsito.

E o bom exemplo deve começar de casa. Afinal, as crianças tendem a copiar seus pais e responsáveis. Crescendo em um ambiente onde é comum cometer infrações é bem provável que elas repitam esse comportamento quando chegarem na fase adulta. O que cria um ciclo vicioso que só faz essa epidemia se expandir.

Dirigir defensivamente, portanto, é um dos caminhos que temos para mudar essa realidade. Diminuir os desastres ou pelo menos minimizar as consequências. E tudo isso tem a ver com as escolhas que a gente faz. O poder de decisão está em nossas mãos. É preciso avaliar o risco, analisar as possibilidades e agir com respeito e cidadania, pensando na própria segurança, mas também na do outro.

Respeito às normas e bom senso são essenciais

Como você pode ver, medidas simples tem um imenso poder quando o assunto é garantir a maior segurança no trânsito. Tudo é uma questão de bom senso e respeito à regulamentação.

Agora que já mostramos os principais pontos necessários para que tenhamos um trânsito seguro, chegou a sua vez de fazer parte desta mudança. Aproveite que o mês é de conscientização e compartilhe com a gente o resultado das suas ações!

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Idosos na direção: até que idade podemos dirigir? - ICETRAN - […] de certificar que as habilidades físicas e emocionais relacionadas à idade estejam em dia, outras questões merecem atenção. E…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ainda não tirou sua CNH por conta da pandemia? Entenda os prazos prorrogados nos DETRAN’s

Ainda não tirou sua CNH por conta da pandemia? Entenda os prazos prorrogados nos DETRAN’s

Atenção: Os prazos de validade para tirar a CNH foram prorrogados nos DETRAN's por conta da pandemia. Não fique desatualizado e descubra tudo o que você precisa saber neste post!  Os prazos prorrogados nos DETRAN's Mas antes, confira nossos cursos totalmente online...

URGENTE: Novos prazos de validade para cursos de trânsito

URGENTE: Novos prazos de validade para cursos de trânsito

Fique atento! Saíram os novos prazos para cursos de instrutor, examinador, diretor geral e de ensino. Então confira agora esse post e não corra o risco de ficar desatualizado. Cursos com o prazo prorrogado O Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN, publicou a...

URGENTE: Novos prazos de validade para cursos de trânsito

URGENTE: Novos prazos de validade para cursos de trânsito

Fique atento! Saíram os novos prazos para cursos de instrutor, examinador, diretor geral e de ensino. Então confira agora esse post e não corra o risco de ficar desatualizado. Cursos com o prazo prorrogado O Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN, publicou a...