Trabalhar como taxista: Como começar seu próprio negócio

por | mar 16, 2016 | Taxi | 0 Comentários

trabalhar como taxistaRegularizado no Brasil há mais de 50 anos, trabalhar como taxista tem sido uma profissão de utilidade pública, responsável por deslocar pessoas até um destino desejado, assegurando conforto, comodidade e segurança. A escassez de um transporte público de qualidade faz com que pessoas diariamente recorram aos taxistas para auxiliar na locomoção, principalmente quando estão fora de sua cidade, onde não conhecem a rota a seguir, e pagando um preço acessível. 

Para trabalhar como taxista a pessoa precisa, além de conhecer profundamente a região de atuação, possuir autorizações legais para exercer a função junto ao Poder Público Municipal, possuir um veículo próprio ou pertencer a uma frota de taxista e manter este veículo rigorosamente em dia. Claro que além da parte burocrática, esta profissão exige um perfil de profissional prestativo, atencioso, responsável, que saiba lidar com pessoas e que também tenha paciência, sobretudo, para enfrentar o trânsito e possíveis congestionamentos.

Dentro da profissão os serviços de táxi se subdividem nas categorias: táxi luxo, táxi especial, táxi comum, táxi comum-rádio, táxi lotação, táxi mirim e moto-táxi. Praticamente todas estas modalidades utilizam taxímetro e, assim sendo, calculam a tarifa a ser cobrada a partir do somatório da tarifa inicial, conhecida como bandeirada (tarifa métrica ou horária). Geralmente, a bandeira mais utilizada em circunstâncias normais, é a bandeira 1.  O taxista somente irá acionar a bandeira 2, que implica em um acréscimo ao valor da corrida, quando o transporte ocorrer por exemplo em horário noturno ou em estrada de chão.

Benefícios em se trabalhar como taxista

Depende muito do ponto de vista e das preferências de cada um, mas as vantagens de trabalhar como taxista estão na liberdade de ser um profissional autônomo, podendo ser dono de seu próprio negócio. Além do mais, você tem a flexibilidade para determinar o seu horário de trabalho, sem a obrigação de bater ponto nem de estar preso a um escritório ou a um setor específico da empresa.

Como um profissional que transporta pessoas, você estará constantemente rodando pela cidade, podendo desfrutar das paisagens e do clima, como também conhecerá muitas pessoas, algumas que inclusive tomará sua atenção por todo o trajeto.

Outro benefício bastante atrativo para quem quer trabalhar como taxista é a possibilidade de obter um desconto na hora de comprar o veículo, podendo chegar a até 40% de redução, dependendo do modelo.

Por onde começar

Exercer a profissão de maneira legal exige uma série de requisitos e documentos que, sem a posse deles, não é concedido a devida licença para trabalhar como taxista. Além da documentação necessária junto ao departamento de trânsito é fundamental obter a permissão do Poder Público Municipal, bem como cumprir com as recomendações como, por exemplo, o curso preparatório para taxistas.

Curso de taxista: apesar da profissão não exigir formação universitária é obrigatório ao futuro taxista a realização do Curso Especial de Treinamento e Orientação, que pode ser feito em qualquer escola autorizada pelo órgão de trânsito responsável. Neste curso é abordado direção defensiva, primeiros socorros, e serve para instruir o aluno em como se portar diante dos passageiros e como conduzir o veículo em segurança dentro dos centros urbanos. A carga horária do curso preparatório é de 32 horas-aula.

Adquirindo o veículo: como você terá acesso a um desconto considerável para investir em um veículo, use do bom senso na hora da escolha e lembre-se que nele você passará a maior parte do dia. Portanto ele precisa oferecer conforto e espaço. Mediante a categoria de táxi que você optar, o seu veículo também precisará estar de acordo com o padrão da categoria. Por exemplo, se a sua escolha for pela modalidade táxi luxo, cabe a você adquirir um carro mais sofisticado, que ofereça mais conforto ao seu passageiro. Conforme as determinações do seu município, o veículo deverá ser devidamente pintado e adesivado para fácil identificação.

Inscrição da empresa de Transporte Público: para não atuar ilegalmente como transporte clandestino, é de responsabilidade da pessoa procurar pela Prefeitura Municipal assim como o órgão responsável pelo transporte público local para requerer sua licença para trabalhar como taxista. Mediante a apresentação da documentação pessoal e também do veículo, você será avaliado e saberá se está apto a exercer a função de maneira segura.

Filiando-se a uma empresa de táxi: após receber sua autorização para transportar pessoas cabe a você buscar uma frota de táxis para fazer parte, aumentando assim sua chance de conseguir passageiros com frequência. Prova disso, é que hoje em dia as pessoas procuram a empresa de táxi, ligando para agendar o transporte, facilitando ainda mais a vida do profissional que pode se programar conforme seus roteiros. Apesar de lhe proporcionar um número maior de deslocamentos, quando se filia a uma frota, o dinheiro obtido com os transportes é dividido entre taxista e a empresa. Mesmo assim ainda é viável se compararmos a vida de um taxista independente que precisa alugar um ponto e correr atrás de passageiros pelas ruas até formar uma clientela fixa.

Concluindo

Este artigo é apenas um resumo de situações gerais aplicadas na maioria dos municípios que operam com taxistas. Apesar de ser um conteúdo complementar, ele serve de instruções iniciais para que você possa despertar o interesse em estar se familiarizando com a profissão e começar a trabalhar como taxista. Mesmo assim recomendamos que você procure a prefeitura de sua cidade para aprofundar ainda mais seu conhecimento.