Jovens, álcool e direção: uma combinação que não dá match

por | jul 10, 2019 | Direção Defensiva | 0 Comentários

Jovens, álcool e direção

Além de infração de trânsito, dirigir sob efeito de álcool é crime, sujeito à pena de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter CNH.

Vários estudos tentam interpretar (e compreender) o estilo de vida dos jovens, e as motivações que levam a trágica mistura de álcool e direção. E há alguns motivos conhecidos.

Em meio a turma de amigos, a bebida é encarada como uma forma de socialização. Outro fator é financeiro, além de socialmente aceita o acesso dos jovens à bebida está cada vez mais fácil. Sem contar, nas dificuldades de relacionamento que muitos têm em casa ou na escola e que acabam desencadeando o consumo.

Motivações à parte – mais importante do que procurar culpados – é encontrar alternativas para mudar essa realidade.

Informação e diálogo são fundamentais

Os jovens, sobretudo os adolescentes, precisam encontrar em casa e nos seus círculos sociais um ambiente que possa acolhê-los, tirar suas dúvidas e informá-los sobre as graves consequências do consumo do álcool.

Afinal, a educação e o conhecimento serão sempre a melhor ferramenta de prevenção.

Munidos desse pensamento, convidamos você a fazer sua parte desse movimento, criando uma rotina de segurança e prevenção ao dirigir e confraternizar com seus amigos.

Planeje o trajeto e a volta pra casa

Ser planejado pode evitar muitos contratempos ao sair de casa. Portanto, ao agendar um compromisso, seja um encontro na casa de um amigo, em um barzinho ou balada, estude e planeje o seu trajeto.

Conheça as distâncias, leve consigo telefones úteis e não esqueça de avisar seus familiares sobre o seu destino.

Quem é responsável só ganha com isso

Beber e dirigir não traz apenas consequências trágicas para o trânsito, mas também gera efeitos negativos para o seu organismo.

O álcool é uma substância psicoativa, e por isso, age diretamente sobre o sistema nervoso central.

Sem contar que, o uso abusivo da bebida pode ser fator de risco para a violência, o uso de outras drogas, a prática de relações sexuais sem preservativo e muitos outros.

Sabendo de todos esses efeitos, repensar o consumo de bebidas alcoólicas, mesmo não sendo o motorista da vez, é uma atitude responsável. Lembre-se que é possível (e até mais benéfico) se divertir mantendo o corpo e a mente sã.

Foi de carro próprio e resolveu beber? Volte de carona

Infelizmente, o número de pessoas que afirmam consumir álcool antes de dirigir tem aumentado.

Pelo menos é o que mostra um estudo realizado pela Concessionária Arteris. Em 2017, no levantamento 25,6% das pessoas revelaram ter bebido antes de dirigir. Já em 2018, 30,1% dos entrevistados admitiram a prática.

Mas, você tem a opção de não fazer parte dessa estatística. Especialmente, em tempos digitais, onde o uso de aplicativos pode ajudar a reduzir as mortes no trânsito.

Então, se você resolveu dar um rolê e decidiu beber, volte para casa de táxi, transporte por aplicativo ( como Uber ou outro) ou de carona e retorne no dia seguinte para buscar o seu carro.

Jovens, álcool e direção: os efeitos da imprudência

Qualquer quantidade de álcool ingerida, por mínima que seja, diminui os reflexos e afeta as condições normais de direção. Além disso, ele diminui a atenção, prejudica a percepção, a memória, causa desorientação e confusão mental, comprometendo a direção segura.

Ainda, dirigir após consumir bebida alcoólica não põe em risco somente a vida do motorista, mas de todos a sua volta.

E é consciente desses efeitos que as leis se tornaram mais severas. Hoje a tolerância para consumo e direção é zero!

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir sob efeito de álcool é considerado infração gravíssima. A multa tem valor de R$ 2.934,70 e pode levar a suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da CNH e retenção do veículo.

Além disso, se o motorista embriagado se envolver em um acidente de trânsito e causar a morte de alguém, ele pode ficar preso de cinco a oito anos.

Sabendo isso, a opção mais segura quando você vai a uma festa, balada ou qualquer outro evento é sempre: se for dirigir, não beba!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *