O estresse dos motoristas ao volante pode causar acidentes

por | jul 17, 2019 | Direção Defensiva | 0 Comentários

estresse ao volante

A maior inteligência emocional permite ao condutor uma direção mais consciente e segura.

A vida “moderna” tende a fazer com que as pessoas acumulem tarefas e responsabilidades e essa condição, quando não administrada, tem um impacto tremendo no equilíbrio emocional desses indivíduos. As consequências desse estado, além de serem prejudiciais para as relações humanas em outras esferas da vida, tornam o trânsito mais violento, por conta da maior agressividade e do estresse ao volante.

Quando isso acontece, as regras de trânsito passam a não ser respeitadas e há muito desrespeito, o que acaba culminando em muitos acidentes.

Fato que prejudica e causa danos de forma direta e indireta a passageiros, outros motoristas e pedestres que dividem com esse condutor o mesmo ambiente.

O condutor e os impactos do estresse ao volante

Milhares de pessoas diariamente enfrentam o trânsito para chegar aos seus destinos. Nesses trajetos, condições externas ao motorista e internas a ele podem afetar o estado emocional e no desempenho dele ao volante.

Engarrafamentos, a falta de lugar para estacionar, as infrações que os outros motoristas cometem, o humor do próprio motorista e a habilidade que ele tem de se concentrar no que está fazendo são apenas alguns exemplos.

Um trânsito estressante é doentio e violento

O motorista que não consegue controlar seus impulsos e se deixa levar pelas condições externas põe em risco a sua própria vida. E além dela, prejudica e causa danos a todos os usuários que estão nesse ambiente.

Além dos riscos de acidentes, o mau comportamento, gera prejuízos para a saúde física e mental das pessoas e também para o bolso.

Sim, porque confiar ou entregar a direção de um veículo a uma pessoa, mesmo habilitada, que não esteja em condições de dirigir está cometendo infração. Assim, fica sujeito a multa e soma pontos no prontuário do condutor.

Então vale à pena educar as emoções para o trânsito!

Como encontrar equilíbrio emocional no trânsito

Um condutor que consegue encontrar o seu equilíbrio emocional, controlando o estresse ao volante, desenvolve comportamentos mais pacíficos e cooperativos. É mais tolerante e mais sutil ao se comunicar com outros usuários da via.

Além disso, consegue demonstrar mais gentileza e paciência em diversas situações conflitantes no trânsito.

Mas, não vá pensando que todas essas são habilidades natas ou restritas a algum temperamento. A inteligência emocional no trânsito é algo que pode ser desenvolvido por todos nós, independente da personalidade.

Para isso, temos que assumir esse controle ao sentarmos ao volante, tendo a tolerância e a solidariedade como guias.

Nessa jornada, alguns exercícios podem ajudar:

  • Fique atento e respeite as regras de trânsito. Além de evitar acidentes, você evita conflitos no trânsito
  • Mantenha o controle e domine a sua raiva, tal qual você deve fazer quando não está dentro do carro
  • Pense que as vias são espaços coletivos. Use a empatia, se coloque no lugar do outro e seja gentil, apesar das circunstâncias
  • Conserve um clima tranquilo dentro do carro e fora dele. Não buzine além do necessário, evite discussões e barulhos em excesso para ajudar a acalmar o ambiente
  • Seja você o exemplo. Mostre que a mudança de comportamento é possível e que trânsito tem jeito. Sobretudo para os futuros motoristas, que são as nossas crianças.

Por fim, lembre-se: quem não se cuida acaba doente, exausto e sem energia. E assim, é capaz de ferir e matar no trânsito.

O motorista é a força motriz para a segurança no trânsito. Se esse componente não vai bem, tudo ao seu redor vai mal também. Então, cuide de si mesmo, e todo o seu entorno fluirá pacificamente.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *