4 dicas de segurança para taxistas

por | ago 23, 2016 | Taxi | 0 Comentários

4 dicas de segurança para taxistasJá vai longe o tempo em que os motoristas de táxi não tinham o grau de profissionalização que têm hoje, não eram tão organizados como classe e muitos ingressavam na carreira apenas como bico, despreparados para algumas situações perigosas. As coisas mudaram, mas ainda é preciso muita atenção em relação à segurança para taxistas. O profissional deve evitar alguns comportamentos de risco e tomar medidas preventivas que, inclusive, servem de diferencial entre a concorrência, como forma de fidelizar passageiros. Por isso, preste atenção nessas 4 dicas de segurança para taxistas e trabalhe com o devido cuidado consigo mesmo e com o passageiro.

Principal dica de segurança para taxistas: atenção redobrada

O taxista deve prestar muita atenção em quem entra no seu carro, já que é a ocasião em que ele fica mais vulnerável. Infelizmente ainda existem situações em que o bandido se passa por passageiro e aproveita para cometer assalto ou levar o motorista para lugares perigosos. Uma forma de aumentar a segurança para taxistas é coletar o máximo de informações sobre o passageiro e, sempre que possível, perguntar seu destino – rua, bairro e pontos de referência – antes do embarque.

Você deve prestar um serviço de qualidade, mas não é por isso que vai se colocar em risco. Se achar que há alguma coisa estranha no comportamento ou na aparência do passageiro – como objetos ou volumes na altura da cintura – não faça a corrida. Se ele já tiver embarcado, pare em um local bem movimentado e iluminado e simule um problema mecânico para interromper a viagem.

Evite exposição de objetos de valor

Quanto mais conforto para o motorista, mais fácil se torna sua tarefa diária, mas isso também pode contribuir para a falta de segurança para taxistas. O GPS, por exemplo, é uma ferramenta de trabalho para quem vive no trânsito, mas ao mesmo tempo também é um chamariz para pessoas mal intencionadas.

O mesmo acontece com o celular: se você faz questão de ter um smartphone de última geração, deixe-o em casa para as horas de folga, leve para o batente um aparelho mais modesto e antigo. Lembre-se que joias, relógios e até mesmo roupas caras chamam a atenção. Ande confortável e com boa aparência, mas sem ostentação.

Cuidados com o carro também aumentam a segurança

Portas e vidros fechados aumentam a segurança para taxistas e passageiros, evitando surpresas desagradáveis ao parar em um sinal, por exemplo.  Abra-os apenas para embarque e desembarque. Antes de parar, observe os arredores para ver se não há pessoas ou situações estranhas. Use sempre travas e alarmes, mas mesmo assim verifique se não há ninguém escondido no bando de trás antes de entrar no carro. Da mesma forma, jamais deixe as chaves no veículo, mesmo que a parada seja para um cafezinho rápido.

Mantenha contato constante com a central

A central de rádio é uma grande aliada da segurança taxistas: informe seu destino, quantas pessoas há no carro e também uma estimativa de chegada – e avise caso pegue engarrafamento ou se fizer outras paradas. Assim, se você demorar muito para fazer contato novamente, o responsável pelo rádio pode perceber que há alguma coisa errada e acionar a polícia. Dessa forma você inibe a ação dos bandidos e facilita a sua localização. Já se perceber que está sendo seguido, procure agir naturalmente e pare no lugar mais próximo que tiver bastante movimento. Tente criar códigos secretos nestas conversas para identificar uma situação de insegurança. Assim a central poderá tomar as providências necessárias para garantir sua integridade.

Todas essas dicas de segurança taxistas servem para proteger o motorista, claro, mas também o passageiro. A maioria reconhece quando o taxista pratica a direção defensiva e evita situações que podem colocar o veículo e as pessoas em seu interior em perigo. Assim, além de viagens mais tranquilas, você também estará criando diferenciais entre a concorrência e conquistando clientes – que lembrarão de você na próxima oportunidade.

E você, tem mais algumas dicas de segurança para taxistas? Compartilhe conosco a sua experiência aqui nos comentários.