Confira 3 cuidados com as crianças no trânsito

por | set 16, 2015 | Segurança | 0 Comentários

CADEIRINHA02.jpgQuando falamos em trânsito, pensamos logo em segurança. Cinto de segurança, revisão, freios, pneus, tudo deve ser arrumado e estar em dia. Mas, a verdade é que, nem sempre, damos a devida importância para itens essenciais para a segurança de nossos filhos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que em apenas 15 anos o número de mortos no trânsito deve ultrapassar um milhão de pessoas. Os números são ainda mais assustadores se falarmos da quantidade de vítimas fatais por ano. Os dados da Cruz Vermelha, por exemplo, também apontam que mais de 650 mil pessoas perdem suas vidas nas vias e estradas do mundo.

Quando o assunto são as crianças brasileiras, o fato fica ainda mais preocupante. O Ministério da Saúde sinaliza que o acidente de trânsito é a principal causa externa de morte de crianças com idade até 14 anos no país. Ao todo, são mais de 2.400 crianças que morrem vítimas do trânsito no Brasil. E você sabe como evitar que seu filho sofra maiores consequências no caso de um acidente de trânsito? Para ajudar, listamos cuidados importantes de segurança. Vamos lá? Acompanhe:

Proteja seu filho

1. Cadeirinha

De acordo com a Resolução de número 277 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), o uso de sistemas de retenção adequados – bebê conforto, cadeirinha, e o assento de elevação (popularmente conhecidos como cadeirinhas) é obrigatório para crianças de até sete anos e seis meses.

Para se ter uma ideia, um carro que trafega a apenas 50km/h, se ele colidir com outro veículo ou obstáculo, o peso de seus passageiros aumenta em 50 vezes. E, se seu filho estiver sem cinto e sem a cadeirinha, ele poderá ser arremessado para fora do carro ou atingir, de forma bruta, você ou o passageiro que estiver ao seu lado.

Outro grande erro de alguns pais ou responsáveis é acreditar que levar o filho no colo até a casa da avó ou até a padaria não acarreta em nenhum problema. Porém, especialistas já afirmaram que mais de 60% dos acidentes de trânsito acontecem perto de casa. Por isso, é preciso sempre colocar a criança no assento adequado e usar o cinto de segurança de forma correta.

2. Banco de trás, só com cinto de segurança

Outro ponto importante na segurança de seu filho é o uso de cinto de segurança no banco de trás. Pela legislação brasileira de trânsito, as crianças menores de 10 anos (com idade superior a sete anos) devem ser transportadas, exclusivamente, no banco de trás do automóvel. Mas, muitas pessoas acreditam que apenas transportar as crianças no banco traseiro possibilita que os bancos da frente “protejam” a criança. No entanto, essa ideia é errônea, pois se a criança for arremessada para frente ou para os lados (o que acontece em uma colisão), ela pode bater no banco e sofrer uma séria lesão na coluna, ser lançada para fora do carro, ou bater de um lado para o outro se o carro capotar.

3. Incentive seu filho a usar o assento ideal para sua idade

Muitos pais relatam que não usam a cadeirinha, pois seus filhos não se adaptam. Mas o papel dos pais é ensinar aos filhos o que é certo. Afinal, damos bronca, quando eles aprontam e ensinamos como eles devem se comportar. Por isso, converse e explique ao seu filho o porquê ele deve usar a cadeirinha ou, tome por ele esta decisão quando a idade ainda não lhe permitir a compreensão dos fatos.

O que achou de nossas dicas? Para ficar por dentro de todas as novidades sobre regras de trânsito do dia a dia continue ligado no nosso blog!

Conheça o Icetran: www.icetran.com.br